Manuel Brito-Semedo (Presidente)

Nasceu em São Vicente em 1952. É Doutor em Antropologia, Especialidade de Etnologia, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É Professor universitário, membro fundador da Academia das Ciências e de Humanidades de Cabo Verde, da Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa e da Associação de Escritores Cabo-verdianos.
Como escritor tem publicado: A Advocacia em Cabo Verde - Breve Historial (Pedro Cardoso Livraria, 2020); Morna: Música Rainha de nôs terra, colecção de 5 livros + CD (Ed. A Bela e o Monstro, Edições, 2019); Representação Social do Médico em Cabo Verde (Pedro Cardoso Livraria, 2018); Na Esquina do Tempo - crónicas do Expresso das Ilhas (Ed. Expresso das Ilhas, 2017); Na Esquina do Tempo - crónicas de Mindelo (Ed. Ponto & Vírgula, 2014); Na Esquina do Tempo - crónicas de diazá (Ed. Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 2009); A construção da Identidade Nacional - análise da imprensa entre 1877 e 1975 (Ed. Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, 2006); A Morna-balada - o legado de Renato Cardoso (Ed. Instituto da Promoção Cultural, 1999); A colocação dos clíticos no Português em Maputo (Maputo, 1997); e Caboverdianamente Ensaiando, vols. I e II (Ed. Ilhéu Editora, 1995 e 1998). Organizou: Diário, de António Pedro, 2019; Jaime, Dramaturgo, Pintor e Ensaísta, 2017; Sôdad em 80 Poemas, 2017; Expresso das Ilhas, 100 Editoriais (2010-2017), 2017; Contos e Bosquejos, de Guilherme Dantas, 2016; O Manduco, Edição fac-similada do Jornal «O Manduco», 2016; Investigação Científica e Integração Regional. Realidade e Perspectivas, 2011; Pedro Cardoso: Textos Jornalísticos e Literários - Parte I, 2008; Memórias dum Pobre Rapaz, de Guilherme Dantas, 2007; e Não há Sol que Morra na Sombra do Poente - Homenagem a Manuel Duarte, 2006.
Por ocasião do 35.º Aniversário da Independência Nacional foi condecorado com a Medalha do Vulcão, 1.ª Classe. Em 2010 foi-lhe atribuído a Comenda Joãozinho da Goméia pela Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Manuel Brito-Semedo participa frequentemente em múltiplas atividades culturais, através dos meios de comunicação social. É autor do blogue Esquina do Tempo - Magazine Cultural Online, criado em 2010.

Maria de Fátima Fernandes

Nasceu em São Tomé e Príncipe, é filha de cabo-verdianos da Ilha do Fogo.
É Doutora em Letras - Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo, com a tese A expressão metafórica do sentido de existir na Literatura cabo-verdiana contemporânea: João Vário, Corsino Fortes e José Luís Tavares. É também Professora Auxiliar da Universidade de Cabo Verde - Faculdade de Ciências Sociais Humanas e Artes, onde exerce a docência das disciplinas de Introdução aos Estudos Literários, Percursos da Literatura Cabo-verdiana, Literatura Cabo-verdiana I e II, Literaturas africanas de Língua Portuguesa, Literatura Portuguesa, Literatura Infantojuvenil; Leitura e Educação Literária e Culturas Lusófonas, entre outras.
Exerceu as funções de coordenadora da Licenciatura em Língua, Literatura e Cultura - Estudos Cabo-Verdianos e Portugueses; Leitora do Instituto Camões no ex-Instituto Superior de Educação - de 1999 a 2002 e Vogal do Conselho Diretivo (2010-2013) do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade de Cabo Verde. Foi curadora da Biblioteca Nacional de Cabo Verde de fevereiro 2017 a outubro de 2018 e coordenadora da Linha de Investigação Leitura e Literatura Cabo-verdiana da Cátedra Eugénio Tavares de Língua Portuguesa. Maria de Fátima Fernandes é membro da Fundação Amílcar Cabral e autora de comunicações sobre Literaturas lusófonas e Literaturas africanas de língua portuguesa em congressos e encontros nacionais e internacionais, entre as quais: O Fantástico na obra de Orlanda Amarílis, Rev. Pré-textos - Nov.2007; A interpenetração das línguas e das literaturas na comunidade de língua portuguesa, Simpósio Internacional organizado pelo IILP, Mindelo, 2008; Tendências Estéticas: intercomunicação de olhares e Linguagens na Literatura Cabo-verdiana Contemporânea - Atas Simpósio Internacional Interpenetração da Língua e Culturas de/em Língua Portuguesa - IILP, Julho 2010; O futuro da língua portuguesa no sistema mundial, Iª Conferência sobre o futuro da LP no sistema mundial, Brasília, Março 2010, Gênero e Poder nas Literaturas Africanas de Língua Portuguesa - Atas do Seminário Internacional Mulheres e Literatura - Universidade de Brasília, 2011; Descobrir, Conhecer e Debater Cabo Verde: Cabo-verdianidade e representações estético-ideográficas na novíssima literatura cabo-verdiana , in Contraponto - Revista PUC - Minas, Brasil, nº2, 2012. Publicou: Percursos Estéticos e Identitários na Literatura Cabo-verdiana contemporânea, Praia, Liv. Pedro Cardoso: 2016.
Maria de Fátima Fernandes é ainda animadora de Leitura Literária em Escolas básicas e Secundárias e formadora de Leitores em contexto escolar.

Paula Mendes

Editora-chefe da INCM. Editora profissional com larguíssima experiência de edição e revisão de textos. Foi docente convidada da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa na área da Revisão de texto. Licenciada e Mestre em Linguística e pós-graduada em Edição.