• Foto 1 do produto A Natureza do Acto Criador
    Foto 1 do produto A Natureza do Acto Criador
    • Foto 2 do produto A Natureza do Acto Criador
    Foto 2 do produto A Natureza do Acto Criador
    • Foto 3 do produto A Natureza do Acto Criador
    Foto 3 do produto A Natureza do Acto Criador

A Natureza do Acto Criador

«Estou insatisfeito com o que escrevi. Disso me consola a verificação de que, no geral, só os medíocres ou certos génios narcísicos se revêem babosamente nos monumentos do seu talento.
Gostaria de acreditar que contribuí, por pouco que fosse […], para a transformação das mentalidades, no tocante a este e àquele estatuto da sociedade que procurámos desmistificar e cujos esconsos convosco continuamos a ler, a escrever.»

Urbano Tavares Rodrigues nasceu 6 de Dezembro de 1923 em Lisboa, porque na época era costume procurarem-se na capital os cuidados médicos que não era possível encontrar no Baixo Alentejo, onde cresceu e que marcou indelevelmente a sua vida e a sua obra.
Volta a Lisboa para estudar na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e é nesta universidade que inicia a sua carreira académica. Leccionou em França, entre 1949 e 1955, nas universidades de Montpelier, Aix e Paris. Proibido de ensinar em Portugal, por ter apoiado a campanha de Humberto Delgado, torna-se jornalista.
Foi um oposicionista activo ao Estado Novo, participando em diversas actividades de luta, nomeadamente na Revolta da Sé (1959) e no assalto ao Quartel de Beja (1962). Em 1963 torna-se um dos prisioneiros do Aljube, e viria a ser preso outras vezes.
Começa a escrever muito cedo, ainda em terras alentejanas. Ficcionista, ensaísta, crítico literário e investigador, Urbano Tavares Rodrigues é um dos mais prolíferos escritores da sua geração. São muitos os prémios literários que distinguiram a sua obra: prémios Ricardo Malheiros, Aquilino Ribeiro e Fernando Namora; Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários; Prémio da Imprensa Cultural; Prémio Vida Literária — atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores; Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.

Imagem maximizada

fechar [X]