• Foto 1 do produto Poesia (1916-1940)
    Foto 1 do produto Poesia (1916-1940)
    • Foto 2 do produto Poesia (1916-1940)
    Foto 2 do produto Poesia (1916-1940)
    • Foto 3 do produto Poesia (1916-1940)
    Foto 3 do produto Poesia (1916-1940)
    • Foto 4 do produto Poesia (1916-1940)
    Foto 4 do produto Poesia (1916-1940)
    • Foto 5 do produto Poesia (1916-1940)
    Foto 5 do produto Poesia (1916-1940)

Poesia (1916-1940)

Este é o primeiro volume da nova coleção das Obras Completas de Vitorino Nemésio, editado pela Imprensa Nacional em parceria com a Companhia das Ilhas. «Nemésio escreveu e publicou poesia durante toda a sua vida: começou aos 15 anos — com o Canto Matinal (1916) —, e terminou aos 76 — com o Caderno de Caligraphia, em que trabalhava quando faleceu a 20 de fevereiro de 1978. Por ele passam, portanto, muitas das ideias estéticas que enformaram a poesia portuguesa do século XX, no seio da qual, no entanto, conseguiu manter uma voz e uma postura muito próprias, combinando de um modo seguro, mas subtil, a erudição do académico com a genuinidade da inspiração de matriz popular açoriana», escreve Luíz Fagundes Duarte, na sua Nota Editorial. Da sua poesia serão ainda editados mais três volumes - Poesia (1950-1959), Poesia (1963-1976) e Poesia Póstuma e Dispersa. O presente volume, por critério editorial, encontra-se dividido em duas partes: Poesia (1916-1930) e Poesia (1935-1940).

Imagem maximizada

fechar [X]