Premio visa estimular a criação literária moçambicana em língua portuguesa
Premio visa estimular a criação literária moçambicana em língua portuguesa

Aurélio Furdela é o vencedor do Prémio INCM/Eugénio Lisboa 2018

30 de novembro de 2018

Aurélio Furdela, com a obra A Saga d’Ouro, é o vencedor da 2.ª edição do Prémio Literário INCM/Eugénio Lisboa, dirigido a trabalhos inéditos em prosa de autores moçambicanos.

O júri do prémio, composto por Ungulani Ba Ka Khosa (presidente), Teresa Manjate e Paula Mendes, atribuiu ainda uma menção honrosa ao moçambicano Agnaldo Bata, pelo seu trabalho intitulado Sonhos Manchados, sonhos vividos.

Este prémio literário foi criado em 2017 pela INCM, dando corpo à sua missão de promoção e preservação da língua portuguesa e tendo em consideração a relevância de Eugénio Lisboa, enquanto cidadão e homem de cultura nascido em Moçambique, mas também como seu autor.

O Prémio INCM/Eugénio Lisboa visa selecionar trabalhos inéditos de grande qualidade no domínio da prosa literária e, além de uma componente pecuniária, contempla a publicação das obras distinguidas em cada edição, incentivando desta forma a criação literária moçambicana.

Imagem maximizada

fechar [X]