Mélio João Tinga, vencedor da 4.ª edição do Prémio IN/Eugénio Lisboa
Mélio João Tinga, vencedor da 4.ª edição do Prémio IN/Eugénio Lisboa

Mélio João Tinga vence a 4ª edição do Prémio Literário Imprensa Nacional/Eugénio Lisboa

2 de dezembro de 2020

Mélio João Tinga (Maputo, 1994) é o vencedor da 4.ª edição do Prémio Literário Imprensa Nacional/Eugénio Lisboa, que contempla a edição da obra vencedora, bem como a atribuição do valor monetário de 5 mil euros.

O júri, constituído pelo poeta e editor moçambicano Mbate Pedro, na qualidade de Presidente, por Sara Jona Laisse e por Paula Mendes, deliberou atribuir o prémio de prosa literária IN/Eugénio Lisboa ao texto Marizza, da autoria de Mélio João Tinga, e uma menção honrosa ao texto Eva, de Léo Cote.

A atribuição do Prémio Literário IN/Eugénio Lisboa a Marizza deve-se, segundo o júri, à criatividade com que o autor aborda um assunto do quotidiano e à qualidade e inovação estética da obra, numa narrativa coesa e coerente, na qual a forma se sobrepõe ao conteúdo. Destaca-se nesta obra a qualidade literária de uma escrita permeada por notáveis registos poéticos. Marizza ajuda-nos a refletir sobre o lugar da literatura e da cultura nos tempos modernos.

Ainda na opinião do júri, a menção honrosa ao texto Eva deve-se à atualidade temática e o modo como o autor aborda o universo feminino numa sociedade patriarcal e num contexto de profundas desigualdades sociais.

Concorreram à 4.ª edição do Prémio IN/Eugénio Lisboa um total de 42 textos.

Este importante prémio literário foi criado em 2017 pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda, dando corpo à sua missão de promoção e preservação da língua portuguesa e tendo em consideração a relevância de Eugénio Lisboa, enquanto cidadão e homem de cultura nascido em Moçambique, mas também como seu autor.

O Prémio IN/Eugénio Lisboa visa selecionar trabalhos inéditos de grande qualidade no domínio da prosa literária e, além de uma componente pecuniária, contempla a publicação das obras distinguidas em cada edição, incentivando desta forma a criação literária moçambicana.

Imagem maximizada

fechar [X]